Orçamento Participativo das Escolas: procedimentos e prazos  

O Orçamento participativo das Escolas tem como objetivo contribuir para as comemorações do Dia do Estudante e estimular a participação cívica e democrática dos alunos, promovendo o seu espírito de cidadania e o diálogo, a mobilização coletiva em prol do bem comum e o respeito pelas escolhas diferentes, valorizando a sua opinião em decisões nas quais são os principais interessados e responsáveis e, finalmente, permitindo o conhecimento do mecanismo do voto.

Este edital, de acordo com o despacho nº 436-A/2017, de 6 de janeiro, tem como finalidade estabelecer os procedimentos e prazos adequados ao desenvolvimento do processo formal de apresentação e discussão de propostas de intervenção na escola, assim como de votação das referidas propostas. 

REGRAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS  

São elaboradas pelos alunos do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário

São subscritas individualmente, ou por um máximo de cinco alunos

São apoiadas por, pelo menos, 5% dos alunos da ESEQ, ou seja, por 60 alunos (videformulário de propositura disponível no moodle da ESEQ)

Devemcontribuir para uma melhoria pretendida na escola, através da aquisição de bens e /ou serviços que sejam necessários para beneficiar o espaço escolar ou a melhoria dos processos de ensino-aprendizagem e dos quais possa beneficiar toda a comunidade escolar

Não podem conter mais de 1.000 palavras

Podem conter imagem ilustrativa

Devem referir expressamente a sua compatibilidade com outras medidas e/ou projetos em curso na ESEQ

Devem conter-se nos 1.141,00 euros disponíveis.

O processo será coordenado pelo Professor Carlos Araújo, indicado para o cargo pelo Diretor, de acordo com o calendário que se anexa.

Póvoa de Varzim, 28 de fevereiro de 2019

O Coordenador

Carlos Araújo